Uncategorized

“Natal Luz e Amor que Transforma” celebra a magia do Natal em Ouricuri

Quem passa pelas avenidas e no entorno da praça Frei Damião já pode perceber a movimentação e o clima contagiante...
Leia mais
Uncategorized

Operação Lei Seca completa uma década de atuação em Pernambuco

Foto: divulgação A Operação Lei Seca (OLS) em Pernambuco completa, neste mês, uma década de atuação junto aos motoristas pernambucanos...
Leia mais
Uncategorized

Bolsonaro é o melhor cabo eleitoral que Moro poderia ter

Desde o início do governo, o presidente Jair Bolsonaro fazia tudo errado e dava certo para ele. A partir de certo momento,...
Leia mais
Uncategorized

Brasil já aplicou ao menos uma dose de vacina em 90% dos adultos acima dos 18 anos

O Ministério da Saúde anunciou que o Brasil alcançou, nesta quinta-feira, a marca de 90% do público-alvo (população adulta) vacinado...
Leia mais
Uncategorized

Carnaval de Pernambuco pode ser realizado em formato diferente em 2022

O Carnaval de Pernambuco de 2022 pode ser modulado, informou o secretário de Saúde do Estado, André Longo, em coletiva...
Leia mais
Uncategorized

Flexibilização de máscara em Pernambuco cai por terra

Pernambuco voltou atrás na decisão de liberar o uso de máscara ao atingir 80% da população vacinada, como estava previsto...
Leia mais
Uncategorized

Deputado do PL é flagrado com dinheiro que seria do orçamento secreto

Em imagens divulgadas pela revista Crusoé, Josimar de Maranhãozinho, deputado do Partido Liberal, aparece manuseando maços de dinheiro que, segundo a Polícia Federal,...
Leia mais
Uncategorized

Araripina: Polícia investiga suposto abuso sexual em criança

Foto: Blog do Roberto Ao dar entrada na UPA, a criança apresentava quadro clínico de obstrução do reto por algum...
Leia mais
Uncategorized

Vale-gás não consegue cobrir metade do custo do botijão em 17 estados

Sancionado na última semana pelo presidente Jair Bolsonaro, o auxílio previsto no programa Gás dos Brasileiros começará a ser pago...
Leia mais
Uncategorized

Presidente regulamenta auxílio gás e Programa Alimenta Brasil

O presidente Jair Bolsonaro editou nesta quinta-feira (2) decreto que regulamenta a Lei 14.237/21, que institui o auxílio gás. O texto...
Leia mais
Uncategorized

PEC: Gleisi se diz surpresa com votos favoráveis de senadores petistas

A decisão da maioria dos senadores do PT de votar a favor da PEC dos Precatórios irritou a presidente nacional...
Leia mais
Uncategorized

Ministério confirma cinco casos da variante Ômicron no Brasil

O Ministério da Saúde confirmou nesta quinta-feira (2) cinco casos da variante Ômicron no Brasil – três em São Paulo e...
Leia mais
b22b4e93-0467-467c-a1aa-23aaeff4d789

“Natal Luz e Amor que Transforma” celebra a magia do Natal em Ouricuri

Quem passa pelas avenidas e no entorno da praça Frei Damião já pode perceber a movimentação e o clima contagiante do Natal ganhando forma pela cidade, e para que tudo esteja a contento dos ouricurienses a equipe da prefeitura tem trabalhado durante todo esse os período para finalizar a decoração e luzes que deixarão a cidade ainda mais bonita.

A cerimônia de abertura do “NATAL LUZ E AMOR”, acontece na próxima quinta-feira (09), na Praça Frei Damião, o evento terá início às 18:00HS.

Texto/Fotos: @blogherculesproducoes

MAIS FOTOS DESSA MATÉRIA:

Operação Lei Seca completa uma década de atuação em Pernambuco

Foto: divulgação

A Operação Lei Seca (OLS) em Pernambuco completa, neste mês, uma década de atuação junto aos motoristas pernambucanos sob a coordenação da Secretaria Estadual de Saúde (SES) em parceria com o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) e a Polícia Militar de Pernambuco (PMPE).

Nesse período a OLS abordou 3.243.128 motoristas e as infrações por alcoolemia correspondem a 1,8% do total das checagens realizadas no Estado, totalizando nesse período 58.269 autuações. Nestes casos, as infrações somam os motoristas que se recusaram a realizar o teste do etilômetro; os condutores que fizeram o teste sendo constatado algum índice de álcool consumido pelo motorista; e ainda os crimes de trânsito por embriaguez ao volante, quando a concentração de álcool é superior a 0,33, ou, igual ou superior a 0,34 miligramas de álcool por litro de ar alveolar, conforme define o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Das 58.269 autuações por alcoolemia, 77% delas ocorreram por recusas ao teste do etilômetro, o que corresponde a 45.047 condutores. Outros, 11.179 motoristas foram autuados por constatação e 2.043 por crime de embriaguez, que representam 3,5% em relação às infrações. Nos dez anos, 59.811 motoristas tiveram sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida.

Com foco na prevenção e no enfrentamento aos acidentes de transporte terrestre, trazendo a educação e a orientação aos condutores como um eixo principal – com a atuação das equipes educativas – além da fiscalização diária e permanente realizada por nove equipes em todo o Estado, a OLS preparou uma programação especial para comemorar os dez anos.

Bolsonaro é o melhor cabo eleitoral que Moro poderia ter

Desde o início do governo, o presidente Jair Bolsonaro fazia tudo errado e dava certo para ele. A partir de certo momento, tudo o que fazia de errado começou a dar errado. Estão aí as pesquisas de opinião e de intenção de voto que não deixam mentir.

O ex-juiz Sergio Moro filiou-se ao Podemos e admitiu disputar a vaga de Bolsonaro. Em pouco mais de 10 dias, apareceu nas pesquisas à frente de Ciro Gomes (PDT), até então o terceiro colocado, mas ainda há muita distância de Bolsonaro.

O que faz o presidente? Contraria as mais elementares regras do marketing político, despreza o conselho dos que ainda insistem em aconselhá-lo, e parte para cima de Moro armado de pau, pedra e desaforo. Ora, só quem tem a ganhar com isso é Moro.

Ganha espaço na mídia, nas redes sociais, nas conversas de botecos, nas trocas de ideias no interior das famílias, e reforça sua posição de aspirante a candidato nem, nem – nem Bolsonaro, nem Lula. É tudo o que Moro quer e precisa. Para Bolsonaro, é ruim.

É prova de que nenhum outro candidato o ameaça mais do que Moro. É também o que mostram as pesquisas. Eleitor de Lula não vota em Moro nem para impedir a reeleição de Bolsonaro. Eleitor de Bolsonaro descrente dele vota em Moro, sim.

Bolsonaro não sabe disso? Está exausto de saber, mas… Falta-lhe inteligência emocional. Calcula que batendo em Moro vai segurar o apoio dos direitistas mais radicais e credenciar-se ao segundo turno. Deixa Lula em paz porque prefere enfrentá-lo.

Pode acontecer o contrário. Não é certo que Moro continuará amealhando pontos e que acabará por ultrapassar Bolsonaro. Mas com a ajuda do próprio, quem sabe? Chamar Moro de mentiroso é reavivar a lembrança das mentiras que Bolsonaro já pregou.

E, nesse quesito, Bolsonaro é imbatível. Não é sem razão que mais de 60% dos brasileiros dizem simplesmente não acreditar no que ele fala.(Via: Metrópoles)

Brasil já aplicou ao menos uma dose de vacina em 90% dos adultos acima dos 18 anos

O Ministério da Saúde anunciou que o Brasil alcançou, nesta quinta-feira, a marca de 90% do público-alvo (população adulta) vacinado com a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

Ao todo, 159,3 milhões de brasileiros iniciaram o ciclo vacinal contra a doença e 79,03% completaram o esquema com as duas doses ou dose única.

Com o avanço na campanha, o Brasil assiste a um cenário mais arrefecido com queda de 92,57% na média de óbitos desde o pico da pandemia, registrado em 19 de abril.

Até o momento, mais de 372,5 milhões de vacinas Covid-19 foram distribuídas aos estados e Distrito Federal. Só para o ano de 2021, o Governo Federal adquiriu mais de 550 milhões de imunizantes.

No mês de novembro, os laboratórios entregaram ao Ministério da Saúde 59,8 milhões de doses. E, para o ano de 2022, a expectativa é que mais de 354 milhões reforcem a imunidade da população brasileira.

Para o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, as entregas vão garantir doses para ampliar ainda mais a Campanha.

“Queremos que cada um dos brasileiros que estão aptos a receber a vacina, procure livremente as nossas salas de vacinação. São 38 mil salas espalhadas por todo o Brasil. E os profissionais de saúde deram um verdadeiro show. É por isso, que nós temos uma queda sustentável no número de casos e óbitos. Nós conseguimos reduzir uma média móvel de óbitos superior a três mil óbitos por dia para uma média inferior a 250 casos. Essa é à força do nosso SUS”, contou Queiroga.

Carnaval de Pernambuco pode ser realizado em formato diferente em 2022

O Carnaval de Pernambuco de 2022 pode ser modulado, informou o secretário de Saúde do Estado, André Longo, em coletiva realizada nesta quinta-feira. Ele apresentou três possibilidades para a festividade: a realização da forma tradicional, a suspensão, como já aconteceu este ano e a realização num formato adaptado para garantir a segurança sanitária, além de pontuar que o Estado só poderá ter um posicionamento sobre o tema na segunda quinzena de janeiro do próximo ano. “Precisamos respeitar todas as opiniões para fazer, para não fazer, ou terão opiniões para se modular como fazer”, preveniu.

André Longo pontuou que, no momento, não há como ter uma previsão sobre a confirmação ou não do Carnaval, tendo em vista o aumento do número de casos da Ômicron, nova variante da Covid-19. “Esse assunto é recorrente no Comitê de Enfrentamento da Covid-19, que se reuniu e acha que a melhor análise desse cenário não é nesse momento. Precisamos saber como essa nova variante vai se comportar na sazonalidade europeia que está começando. O inverno europeu está chegando agora e não sabemos se essa variante é resistente às vacinas”, afirmou.

O secretário salientou que é preciso tirar todas as dúvidas antes de tomar algum posicionamento. “São várias incertezas colocadas, precisamos eximir essas dúvidas para falar com convicção e respeitando todos aqueles que fazem o Carnaval de Pernambuco. Com o cenário de incerteza, se fôssemos tomar uma decisão agora, seria negativa. Hoje, permitimos eventos privados com cinco, sete mil pessoas com controle vacinal. Será que o poder público vai poder fazer controle vacinal em fevereiro? Está tudo muito incerto. Queremos olhar para a primeira quinzena de janeiro para tomar alguma decisão com melhor amparo da ciência. É possível não fazer, é possível fazer, e é possível modular esse fazer, vai depender especialmente de como estiver o cenário a partir da segunda quinzena de janeiro”, comunicou.

Na coletiva, o secretário André Longo comentou, também, que Pernambuco voltou atrás na decisão de liberar o uso de máscara em locais abertos, ao atingir 80% da população vacinada, como estava previsto e vinha sendo comentado.

Flexibilização de máscara em Pernambuco cai por terra

Pernambuco voltou atrás na decisão de liberar o uso de máscara ao atingir 80% da população vacinada, como estava previsto e vinha sendo comentado pelo secretário de Saúde do Estado, André Longo. O gestor pontuou o avanço de casos da nova variante Ômicron na Europa, que, inclusive já está presente no Brasil, com casos registrados em São Paulo.

“É impossível impedir a circulação e surgimento dessas novas variantes. Já temos relatos no Brasil, mas precisamos estar atentos porque os cuidados precisam ser os mesmos. Aquela ideia de que seria possível abolir o uso de máscara em locais abertos quando chegasse a 80% da cobertura vacinal caiu por terra com o que está acontecendo na Europa. Não há mais condições de fazer isso com segurança e Pernambuco não trabalha mais com esse cenário. Precisamos que a população intensifique os cuidados”, anunciou André Longo, em entrevista coletiva realizada ontem.

Em crítica ao Governo Federal, o secretário explicou que o Estado defende que haja maior controle nos aeroportos, mas acaba sendo dificultado porque o trabalho é feito pelo Executivo nacional. “Temos defendido que haja maior rigor e controle nos aeroportos através do passaporte vacinal, mas há uma resistência [do governo federal] de implantar o passaporte vacinal para estrangeiros. Entendemos que é uma medida fundamental que infelizmente não cabe aos estados”, afirmou.

De acordo com Longo, Pernambuco ainda não atingiu 80% da população com o ciclo vacinal completo até a segunda dose. “Chegamos perto de 95% em relação à primeira dose e temos algo em torno de 72 a 74% em relação à segunda. Precisamos trabalhar mais com a necessidade da dose de reforço e ver como será o comportamento da Covid-19 e dessa possível variante, que é uma nova preocupação”.

Deputado do PL é flagrado com dinheiro que seria do orçamento secreto

Em imagens divulgadas pela revista Crusoé, Josimar de Maranhãozinho, deputado do Partido Liberal, aparece manuseando maços de dinheiro que, segundo a Polícia Federal, ouvida pela publicação, são produto direto de esquema envolvendo emendas parlamentares. O flagrante aconteceu em outubro do ano passado, no escritório político de Maranhãozinho.

Apesar das imagens apreendidas, nenhuma medida além das ações de busca e apreensão foi adotada até o momento, e o deputado segue no mandato.

Josimar de Maranhãozinho, que esteve na filiação do presidente Jair Bolsonaro ao PL, na quarta-feira (30/11), foi alvo de operação da Polícia Federal pela segunda vez em um ano. O objetivo, agora, era coletar provas da suposta participação no esquema de desvio de milhões de reais em verbas federais destinadas às áreas de saúde e obras públicas.

O deputado é ex-prefeito do município de Maranhãozinho e, hoje, lidera o diretório maranhense do Partido Liberal. Depois de dois mandatos como deputado estadual, foi eleito para uma cadeira no Congresso Nacional com votação recorde. Ele se candidatou ao governo do Maranhão para as eleições do ano que vem.

Maranhãozinho é o protagonista de pelo menos duas investigações que transitam no Supremo para apurar o esquema de compra e venda de emendas parlamentares em funcionamento no Congresso. Além dele, um senador da República e outros dois deputados federais são investigados.

O deputado é suspeito de pagar para que colegas parlamentares se juntem a ele no desvio de emendas a municípios controlados por seus aliados políticos que contratam empresas ligadas ao esquema logo após receberem as verbas, para devolver o dinheiro lavado e em espécie. A investigação começou no primeiro semestre de 2020, e desde então corre sob absoluto sigilo.

O Metrópoles contatou a Polícia Federal para mais informações e aguarda resposta.

Araripina: Polícia investiga suposto abuso sexual em criança

Foto: Blog do Roberto

Ao dar entrada na UPA, a criança apresentava quadro clínico de obstrução do reto por algum objeto

A Polícia Civil de Araripina está investigando um possível abuso sexual em uma criança. O caso veio a tona nessa quinta-feira (02). De acordo com a 9ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), uma guarnição foi acionada para prestar apoio ao conselho tutelar na Unidade de Pronto Atendimento – UPA, na BR 316.

Ainda segundo a PM, ao chegarem no local, os policiais foram informados que tinha dado entrada pela manhã na unidade de saúde, uma criança acompanhada de sua genitora, no qual apresentava quadro clínico de obstrução do reto por algum objeto.

A genitora relatou aos policiais que sua filha vive sob os cuidados da avó materna e não sabe a causa do ocorrido. Diante dos fatos o Boletim de Ocorrência – BO foi entregue na Delegacia de Polícia Civil local -DPC.

Vale-gás não consegue cobrir metade do custo do botijão em 17 estados

Sancionado na última semana pelo presidente Jair Bolsonaro, o auxílio previsto no programa Gás dos Brasileiros começará a ser pago neste mês. Em 17 estados do país, contudo, o preço médio do botijão de gás de cozinha de 13 kg está acima do valor da média nacional, e isso fará com que o benefício federal represente ajuda menor do que a desejada na concepção da iniciativa do governo.

O novo programa tem sido chamado popularmente de vale-gás. Segundo as regras, as famílias beneficiárias receberão um valor correspondente a, no mínimo, 50% da média do preço nacional de referência do botijão de 13 kg de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP).

Na prática, cada família ganhará pelo menos cerca de R$ 51,30 por bimestre, segundo dados atualizados da última semana pelo Sistema de Levantamento de Preços (SLP) da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Segundo o levantamento, o valor médio do botijão de gás hoje é de R$ 102,60 – a estimativa para o próximo ano é de que suba para R$ 112,48.

Nos estados de Mato Grosso, Rondônia, Acre, Amapá, Tocantins, Roraima, Santa Catarina, Goiás, Rio Grande do Norte, Piauí, Pará, Paraná, Amazonas, Paraíba, Ceará, Minas Gerais e Maranhão, contudo, os preços do botijão de gás de cozinha estão acima do valor da média nacional. Em Mato Grosso, unidade federativa com maior variação, o custo é 20% mais alto do que a média nacional, chegando a R$ 124 por botijão.

É, no entanto, na Região Norte que o gás tem a maior variação. Em Rondônia, o preço do botijão é de R$ 118,56 – ou seja, 15,5% acima da média do país. No Acre, o brasileiro precisa pagar, em média, R$ 117,53. Em todos os outros estados da região, o gás está custando mais do que a média do restante do território nacional.

De acordo com o Ministério da Cidadania, o programa custará R$ 300 milhões para ser implementado já neste mês, com recursos próprios da pasta. Para o próximo ano, a fonte dos recursos ainda aguarda liberação. O Gás dos Brasileiros tem duração prevista de cinco anos.

O auxílio será financiado com recursos dos royalties na produção de petróleo e gás natural pertencentes à União. Além disso, serão utilizados outras fontes que venham a ser previstas no Orçamento Geral da União e dividendos da Petrobras pagos ao Tesouro Nacional. O programa tem ainda como uma das fontes de financiamento a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) incidente sobre combustíveis.

Presidente regulamenta auxílio gás e Programa Alimenta Brasil

O presidente Jair Bolsonaro editou nesta quinta-feira (2) decreto que regulamenta a Lei 14.237/21, que institui o auxílio gás. O texto detalha regras necessárias à operacionalização do programa, destinado a atenuar o efeito do preço do gás liquefeito de petróleo (GLP) no orçamento de famílias de baixa renda.

O auxílio será concedido às famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) cuja renda familiar mensal per capita for igual ou inferior a meio salário mínimo e às famílias que tenham, entre seus membros, quem receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC). A edição do decreto viabiliza a implantação do benefício a partir deste mês.

Leia mais: 

A lei prevê ainda que o auxílio seja concedido preferencialmente às famílias com mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência. Neste sentido, o decreto define que tal concessão será realizada a partir do acesso a informações do banco de dados mantido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

As famílias beneficiadas terão direito, a cada bimestre, a um valor equivalente a 50% da média do preço nacional de referência do botijão de 13 quilogramas (kg) dos últimos seis meses. O preço de referência será estabelecido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Programa Alimenta Brasil

Bolsonaro editou também hoje decreto que regulamenta o funcionamento do Alimenta Brasil, programa de aquisição de alimentos de produtores rurais familiares, extrativistas, pescadores artesanais, povos indígenas e demais populações tradicionais. O texto ainda amplia o limite de recursos que cada entidade familiar ou cooperativa pode receber do poder público.

“Não é admissível que nesse Brasil do conhecimento ainda exista brasileiro e brasileira passando fome. A fome não é silenciosa, ela dói”, afirmou o ministro da Cidadania, João Roma, durante a solenidade de assinatura do decreto.

De acordo com o decreto, a partir de 1º de janeiro de 2022, o limite anual de valores pagos a unidades familiares para a aquisição dos alimentos vai aumentar em relação ao antigo programa, da seguinte forma:

Para as cooperativas, o limite anual a ser pago também será aumentado nas modalidades apoio à formação de estoque, que passará de R$ 1,5 milhão para R$ 2 milhões; e compra direta, de R$ 500 mil para R$ 2 milhões. Nas demais modalidades, os limites serão mantidos: compra com doação simultânea, com R$ 2 milhões; e compra institucional, com R$ 6 milhões.

O Programa Alimenta Brasil tem como finalidade incentivar a agricultura familiar, promovendo a inclusão econômica e social dos agricultores familiares mais pobres, além de promover o acesso à alimentação, em quantidade, qualidade e regularidade necessárias, pelas pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional.(Via: Agência Brasil)