Uncategorized

Rosa Weber é eleita a próxima presidente do STF

Foto: arquivo reprodução O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) elegeu, nessa quarta-feira (10), a ministra Rosa Weber para presidir...
Leia mais
Uncategorized

Pernambuco registra mais 1.250 casos e 5 óbitos

Foto: Bianca Souza/Acervo JC Imagem A Secretaria Estadual de Saúde (SES) registrou nesta quarta-feira (10), em Pernambuco, 1.250 casos da...
Leia mais
Uncategorized

Lei de Diretrizes Orçamentárias prevê mínimo de R$ 1.294 em 2023

Foto: Divulgação A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2023 publicada ontem (10) no Diário Oficial da União prevê um...
Leia mais
Uncategorized

Quase metade dos brasileiros fazem bico para completar renda

Quase metade dos brasileiros com 16 anos de idade ou mais precisaram fazer atividades extras nos últimos 12 meses para...
Leia mais
Uncategorized

Bodocó notifica primeiro caso suspeito de Varíola dos Macacos

Foto: reprodução O município de Bodocó, situado no Sertão do Araripe, notificou nessa terça-feira, 9, o primeiro caso suspeito de...
Leia mais
Uncategorized

Miguel garante presença em debates de TV e rádio e lamenta desistência dos adversários

Foto: reprodução O candidato a governador Miguel Coelho lamentou o cancelamento do primeiro debate que ocorreria na próxima sexta-feira (12),...
Leia mais
Uncategorized

Ginecologista acusado de abusar pacientes é preso no Sertão de Pernambuco

Foto: reprodução O Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) havia decretado a interdição cautelar total e impediu o médico...
Leia mais
Uncategorized

Projeto cria programa de acompanhamento de pacientes de câncer de mama

O Senado aprovou ontem (10) o projeto que cria um programa de acompanhamento de pacientes com câncer de mama, para...
Leia mais
Uncategorized

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 27 milhões

O concurso 2.509 da Mega-Sena, realizado nesta quarta-feira (10) no Espaço Loterias da Caixa em São Paulo, não teve acertadores das seis...
Leia mais
Uncategorized

Beneficiários com NIS final 3 recebem hoje Auxílio Brasil

A Caixa Econômica Federal paga hoje (11) a parcela de agosto do Auxílio Brasil aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) final 3....
Leia mais
Uncategorized

Vídeo mostra vítima de feminicídio e namorado em elevador antes de crime, em prédio no Recife

Imagens de câmeras de segurança de um elevador registraram os últimos momentos de vida da administradora Renata Alves Costa, de...
Leia mais
Uncategorized

Alcymar Monteiro humilha banda em show e músicos se demitem; Veja vídeo

O cantor Alcymar Monteiro, de 72 anos, se envolveu em uma grande polêmica durante uma apresentação em Santa Terezinha, Pernambuco,...
Leia mais
b22b4e93-0467-467c-a1aa-23aaeff4d789

STF cancela confisco dos atrasados do INSS, veja quem será beneficiado

O governo federal não poderá mais confiscar os valores pagos em atrasados judiciais pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que não foram sacados pelos segurados em até dois anos, conforme decisão do Supremo Tribunal Federal na última quinta-feira (30).

Por seis votos a cinco, os ministros do Supremo definiram que a lei 13.463, de 2017, instituída no governo Temer, é inconstitucional e não pode mais ser aplicada. Desde então, beneficiários que venciam o instituto na Justiça e não faziam o saque das RPVs (Requisições de Pequeno Valor) ou dos precatórios em até dois anos tinham os valores devolvidos ao Tesouro Nacional.

Precatórios e RPVs são dívidas judiciais do governo. Recebe por meio de precatório o cidadão que tem direito a um valor acima de 60 salários mínimos, o que dá a partir de R$ 72.720 neste ano. O pagamento é feito uma vez por ano. Já as Requisições de Pequeno Valor são de até 60 salários e caem na conta do beneficiário dois meses depois da ordem de pagamento do juiz.

Pela lei, valores parados há mais de dois anos nas contas judiciais deveriam ser devolvidos. O confisco começou a ser feito em março de 2017, antes da publicação da legislação, e foi autorizado por portaria publicada pela AGU (Advocacia-Geral da União).

Na época, a intenção era recuperar cerca de R$ 8,6 bilhões que estavam parados em mais de 490 mil contas em todo o país. A legislação determina que o tribunal deve notificar o credor sobre o resgate.

Além disso, a norma da AGU determinava que o dinheiro parado há mais de cinco anos fosse devolvido ao Tesouro em até 45 dias. A legislação permitia que o segurado fizesse novo pedido para ter os valores de volta.

Quem poderá ser beneficiado pela nova regra

A advogada Priscila Arraes Reino, do Arraes e Centeno Advocacia, afirma que todos os segurados que tiveram os valores dos atrasados confiscados poderão ser beneficiados pela decisão. Para ter o dinheiro de volta, no entanto, terão de entrar com ação na Justiça.

“Para reaver os valores já devolvidos ao ente público será necessário ação de restituição contra quem ficou com dinheiro, devido à inconstitucionalidade agora reconhecida”, explica.

Segundo ela, em geral, o dinheiro fica “esquecido” porque, em muitos casos, a pessoa não sabe que o pagamento já foi feito, pois o processo demora anos para sair. Há ainda casos de herdeiros que não sabem que o segurado que morreu tinha direito aos valores.

Roberto de Carvalho Santos, presidente do Ieprev (Instituto de Estudos Previdenciários), diz que a habilitação de herdeiros no processo para receber os atrasados podia demorar, e a lei permitia que os valores fossem devolvidos aos cofres públicos.

“Foi uma grande decisão, pois quando o segurado não conseguia fazer o saque e tinha o dinheiro devolvido, tinha que fazer um novo pedido para rever os valores e, muitas vezes, esse dinheiro não era recuperado”, diz.

Deixe um comentário