Uncategorized

Bolsonaro no PL muda dinâmica de forças na oposição pernambucana

Foto: reprodução Por Diego Lagedo / PE em Pauta A filiação de Bolsonaro ao PL, realizada nessa terça-feira (30), continua...
Leia mais
Uncategorized

Mais 230 casos e oito mortes por Covid-19 são registrados em Pernambuco

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta terça-feira (30), 230 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 19 (8%)...
Leia mais
Uncategorized

IBGE: desemprego cai 1,6% e atinge em 12,6% no primeiro trimestre

A taxa de desemprego atingiu 12,6% no terceiro trimestre deste ano, o que significa queda de 1,6 ponto percentual na...
Leia mais
Uncategorized

Governo pede devolução de auxílio emergencial recebido indevidamente

O Ministério da Cidadania envia até o final desta terça-feira (30) mensagens de celular (SMS) orientando a devolução voluntária de...
Leia mais
Uncategorized

Bolsonaro pede R$ 300 milhões ao Congresso para pagar vale-gás, inicialmente, a 5 mil famílias

O presidente Jair Bolsonaro enviou um projeto de lei ao Congresso Nacional para pedir a abertura de crédito especial de...
Leia mais
Uncategorized

IPVA fica mais caro em 2022; alta do preço de carros novos e usados é o ‘vilão’

Além do combustível mais caro, os proprietários de veículos enfrentam um novo desafio no início de 2022. O Imposto sobre...
Leia mais
Uncategorized

Sistema eletrônico ajuda estados e municípios na gestão do transporte escolar

Conforme previsto no Art. 24 da Resolução do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) nº 01, de 20 de...
Leia mais
Uncategorized

Famílias de baixa renda terão redução automática na conta de luz

Famílias de baixa renda inscritas em programas sociais do governo passarão a ser incluídas, automaticamente, como beneficiárias da Tarifa Social...
Leia mais
Uncategorized

Governo avalia medida para tentar evitar aumento de R$ 0,12 no diesel

Para evitar um aumento médio de R$ 0,12 por litro, segundo o governo federal, o Conselho Nacional de Política Energética...
Leia mais
Uncategorized

Cobrança de ‘passaporte da vacina’ contra a Covid-19 para entrada em órgãos públicos é adiada pelo governo de Pernambuco

A exigência da comprovação do esquema vacinal completo contra a Covid-19 para entrar em repartições públicas de Pernambuco, programada para...
Leia mais
Uncategorized

Primeira parcela do décimo terceiro deve ser paga até hoje

Um dos principais benefícios trabalhistas do país, o décimo terceiro salário tem a primeira parcela paga até hoje (30). A...
Leia mais
Uncategorized

Resultado do Enem será divulgado em 11 de fevereiro

Os resultados das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 serão divulgados no dia 11 de fevereiro do...
Leia mais
b22b4e93-0467-467c-a1aa-23aaeff4d789

Em Pernambuco, 1.754 obras públicas estão paralisadas ou com indícios de estagnação

Pernambuco tem 1.754 obras paralisadas ou com fortes indícios de paralisação, segundo um levantamento divulgado nesta quarta-feira (17) pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE). Essas obras envolvem contratos nos valores de R$ 8,68 bilhões, dos quais R$ 2,5 bilhões já foram pagos. Estão nesta situação um trecho da Adutora do Agreste – em obras desde 2013 -, quatro das cinco barragens que seriam construídas para evitar inundações na Mata Sul; o Canal do Fragoso, em Olinda, e obras que seriam feitas para a Copa, como o Corredor Norte-Sul e o Corredor Leste-Oeste, entre outras. O TCE também constatou algo grave: 441 obras foram “esquecidas” pelos gestores, ou seja, foram iniciadas há algum tempo mas não apareceram mais no mapa das obras de 2020, declarado pelos próprios gestores.

“Toda obra paralisada gera prejuízo, porque a própria obra se deteriora, desmobiliza o canteiro, tem que contratar uma vigilância para tomar conta. Não há uma obra inacabada que não gere prejuízo, fora o dano que isso traz ao cidadão”, resume o auditor de contas externas do TCE-PE, Alfredo Montezuma. Ele também argumenta que, geralmente, não existe um só motivo para a paralisação das obras.

As dez maiores obras paralisadas do governo de Pernambuco são um exemplo de que a crise chegou e o Estado não priorizou acabar o que tinha iniciado, além de continuar aumentando o número de obras não concluídas, segundo os números do levantamento do TCE. A maioria foi iniciada nos primeiros anos da década passada e dependia de recursos federais para serem concluídas, como é o caso das obras da Adutora do Agreste, algumas obras de Suape, entre outros.

Nos primeiros anos da década passada, Pernambuco e o Brasil viveram uma época de crescimento econômico, inclusive com a perspectiva da realização de uma copa em 2014. Neste boom, o então governador Eduardo Campos (PSB) iniciou novas obras, como os corredores Norte-Sul e Leste-Oeste do BRT, que estão até hoje com suas estruturas inacabadas.

Além do crescimento econômico do País, o governo de Pernambuco tinha outro motivo para ser otimista: o alinhamento político com a gestão do PT que durou até 2013. Esta harmonia se quebrou em 2014, quando o então governador Eduardo Campos (PSB) decidiu se candidatar a presidente da República. Naquele ano, começaram os atrasos no repasse dos recursos. Desde então, Pernambuco seguiu na oposição ao governo federal e isso também resultou em menos repasses para várias obras, sem contar a recessão que começou no final de 2014 e foi até 2016.

Deixe um comentário