Uncategorized

História de Frei Damião vira filme

Foto: Divulgação Com data de estreia marcada para o dia 4 de novembro (quinta-feira), o  filme  ‘Frei Damião – O Santo...
Leia mais
Uncategorized

Criança de oito anos é morta a tiros em Sobradinho

Foto: Reprodução Uma criança de oito anos foi morta a tiros em Sobradinho, no norte da Bahia, na noite desse...
Leia mais
Uncategorized

Caminhoneiros exigem queda no preço do diesel e marcam greve para 1º de novembro

Uma reunião entre lideranças de caminhoneiros de todo o país, realizada no Rio de Janeiro neste sábado (16), definiu que...
Leia mais
Uncategorized

Aumento do Bolsa Família não evita perda de renda dos mais pobres em 2022

A Classe D/E que representa 55% do país perderá renda em 2022 mesmo com o Auxílio Brasil pagando R$ 300,...
Leia mais
Uncategorized

Falso funcionário da Celpe aplica golpes em moradores do Sertão de Pernambuco

Os Policiais Militares da 1ª CIPM estão à procura de um homem que se passa por funcionário da Celpe e...
Leia mais
Uncategorized

Pernambuco está entre os 10 estados mais inovadores do Brasil

Pernambuco é considerado um dos 10 estados mais inovadores do Brasil. O título foi conquistado após a divulgação do Índice...
Leia mais
Uncategorized

Auxílio Brasil deve beneficiar 17 milhões de brasileiros

Anunciado em agosto deste ano, o novo programa de transferência de renda, o Auxílio Brasil, deve substituir o Bolsa Família...
Leia mais
Uncategorized

Avaliação dos governadores piora: trabalho é regular para 46% e ruim ou péssimo para 31%

Poder360 Pesquisa PoderData realizada de 11 a 13 de outubro mostra que 46% dos brasileiros avaliam o trabalho de seus...
Leia mais
Uncategorized

Pernambuco registra queda de homicídios em setembro

Foto: Reprodução Um levantamento da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco apontou uma queda nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs)...
Leia mais
Uncategorized

Reinventar é o verbo mais conjugado dos professores

Após um ano e meio de ensino exclusivamente remoto, desde agosto deste ano, muitas das instituições de ensino escolar retornaram...
Leia mais
Uncategorized

Alepe: Projeto determina que hospitais e médicos informem direitos a gestantes

Gestantes atendidas pela rede pública de saúde em Pernambuco deverão ser informadas sobre todos os direitos legais garantidos a elas...
Leia mais
Uncategorized

Estados querem que mudança no ICMS dos combustíveis seja rejeitada no Senado

Os estados defendem que o Senado rejeite o projeto de lei que promove alterações no cálculo do ICMS sobre os...
Leia mais
b22b4e93-0467-467c-a1aa-23aaeff4d789

Prova de vida do INSS: Bolsonaro precisa promulgar lei em 24h

Os mais de 4,9 milhões de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em todo país que ainda não fizeram a prova de vida vão ter um “refresco”: na segunda-feira o Congresso derrubou o veto do presidente Jair Bolsonaro que mantinha o recadastramento anual. Ou seja, a comprovação que foi retomada em junho passado volta a ser suspensa até dezembro de 2021. No Rio de Janeiro, 402.204 não realizaram o recadastramento anual, segundo dados de agosto do próprio INSS.

Bolsonaro tem 48 horas, a contar de segunda-feira, para promulgar a Lei 14.199, de 2021. O veto presidencial ao dispositivo foi derrubado no Senado por 54 votos e na Câmara por 353. Conforme determina a Constituição Federal, caso o presidente não promulgue a lei no prazo estipulado caberá ao presidente ou vice-presidente do Senado, em igual prazo, promulgar a lei, segundo consta no Artigo 66, §7º, da Constituição.

O senador Paulo Paim (PT-RS) chamou atenção para a preservação da vida dos idosos nesse período de pandemia de coronavírus, que já matou quase 600 mil brasileiros.

“A derrubada do veto, que suspende a prova de vida aos segurados do INSS até o final deste ano, é uma medida justa e tem por objetivo preservar a vida do idoso. Uma importante decisão do Congresso Nacional que vai evitar que o segurado se exponha à contaminação e que tenha seu beneficio suspenso ou cancelado. São idosos, pessoas que fazem parte do grupo de risco, por isso a importância da medida neste momento em que a contaminação pelo coronavírus ainda faz vítimas e que novas variantes têm ameaçado a vida de todos nós”, avalia o senador.

Questionado se a suspensão do prazo começa a valer desde já, o INSS informa que aguarda a promulgação da lei que, estima, deve ocorrer hoje. Já a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) diz que espera orientação do INSS.

Entenda o caso

Ao vetar o dispositivo da lei, o presidente Jair Bolsonaro argumentou que a suspensão da prova de vida poderia levar ao pagamento indevido de benefícios.

No dia 11 de agosto, o Senado aprovou a suspensão da comprovação até o fim de dezembro. O principal argumento é que a medida ainda é necessária para evitar a contaminação pela Covid-19. No entanto, o texto foi vetado por Bolsonaro.

Para justificar a decisão, o presidente defendeu que há outras formas para realizar a prova de vida, inclusive com prazo escalonado.

“Para aqueles com dificuldades de locomoção ou para idosos acima de oitenta anos que não tenham constituído procurador ou não possuam representante legal cadastrado, há a possibilidade de comprovação de vida por meio de visita de servidor público do INSS à residência do titular”, diz a justificativa do veto.

Decisão divide senadores

Na sessão realizada pelas duas Casas, a análise do veto dividiu a opinião dos senadores. O senador Marcelo Castro (MDB-PI) considerou que, em face da pandemia de covid-19, “o mais prudente é ficar valendo o que foi aprovado na lei”. Ou seja, a suspensão da prova de vida até dezembro.

Contra a derrubada do veto, o senador Marcos Rogério (DEM-RO) considerou que o país já está em “fase bastante avançada” no enfrentamento à pandemia e os grupos mais vulneráveis se encontram totalmente vacinados.

“Não entendo que esta mesma cautela absoluta tenha que ser adotada neste momento como o foi no momento mais agudo da crise sanitária”, ponderou.

Já a senadora Simone Tebet (MDB-MS), chamou atenção para as dificuldades para realização da prova de vida:

“Nós estamos exigindo prova de vida de idosos acamados, idosos que, muitas vezes, não têm celular ou, se têm, às vezes têm dificuldade em manusear; não têm um computador, não têm dinheiro para poder abastecer seu celular e poder ter internet”, disse. Por Agência O Globo

Deixe um comentário