Uncategorized

“Natal Luz e Amor que Transforma” celebra a magia do Natal em Ouricuri

Quem passa pelas avenidas e no entorno da praça Frei Damião já pode perceber a movimentação e o clima contagiante...
Leia mais
Uncategorized

Operação Lei Seca completa uma década de atuação em Pernambuco

Foto: divulgação A Operação Lei Seca (OLS) em Pernambuco completa, neste mês, uma década de atuação junto aos motoristas pernambucanos...
Leia mais
Uncategorized

Bolsonaro é o melhor cabo eleitoral que Moro poderia ter

Desde o início do governo, o presidente Jair Bolsonaro fazia tudo errado e dava certo para ele. A partir de certo momento,...
Leia mais
Uncategorized

Brasil já aplicou ao menos uma dose de vacina em 90% dos adultos acima dos 18 anos

O Ministério da Saúde anunciou que o Brasil alcançou, nesta quinta-feira, a marca de 90% do público-alvo (população adulta) vacinado...
Leia mais
Uncategorized

Carnaval de Pernambuco pode ser realizado em formato diferente em 2022

O Carnaval de Pernambuco de 2022 pode ser modulado, informou o secretário de Saúde do Estado, André Longo, em coletiva...
Leia mais
Uncategorized

Flexibilização de máscara em Pernambuco cai por terra

Pernambuco voltou atrás na decisão de liberar o uso de máscara ao atingir 80% da população vacinada, como estava previsto...
Leia mais
Uncategorized

Deputado do PL é flagrado com dinheiro que seria do orçamento secreto

Em imagens divulgadas pela revista Crusoé, Josimar de Maranhãozinho, deputado do Partido Liberal, aparece manuseando maços de dinheiro que, segundo a Polícia Federal,...
Leia mais
Uncategorized

Araripina: Polícia investiga suposto abuso sexual em criança

Foto: Blog do Roberto Ao dar entrada na UPA, a criança apresentava quadro clínico de obstrução do reto por algum...
Leia mais
Uncategorized

Vale-gás não consegue cobrir metade do custo do botijão em 17 estados

Sancionado na última semana pelo presidente Jair Bolsonaro, o auxílio previsto no programa Gás dos Brasileiros começará a ser pago...
Leia mais
Uncategorized

Presidente regulamenta auxílio gás e Programa Alimenta Brasil

O presidente Jair Bolsonaro editou nesta quinta-feira (2) decreto que regulamenta a Lei 14.237/21, que institui o auxílio gás. O texto...
Leia mais
Uncategorized

PEC: Gleisi se diz surpresa com votos favoráveis de senadores petistas

A decisão da maioria dos senadores do PT de votar a favor da PEC dos Precatórios irritou a presidente nacional...
Leia mais
Uncategorized

Ministério confirma cinco casos da variante Ômicron no Brasil

O Ministério da Saúde confirmou nesta quinta-feira (2) cinco casos da variante Ômicron no Brasil – três em São Paulo e...
Leia mais
b22b4e93-0467-467c-a1aa-23aaeff4d789

TST mantém justa causa de empregado que tentou beijar colega à força

A Subseção I Especializada em Dissídios Individuais do Tribunal Superior do Trabalho (SDI-1) manteve demissão por justa causa de um ex-empregado da Petrobras em Belém.

Ele abraçou uma colega de trabalho por trás, e tentou beijá-la na boca à força – condutas que caracterizam assédio.

De acordo com informações do site Consultor Jurídico, demitido por justa causa por “incontinência de conduta”, o homem considerou a atitude da empresa desproporcional e decidiu recorrer.

Ele alegou que sofria de transtornos mentais e de alcoolismo, que precisava que a empresa o encaminhasse para tratamento.

A 16ª Vara do Trabalho de Belém classificou a conduta como assédio e manteve a justa causa, mas o Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região reformou a sentença por considerar a dispensa por justa causa exagerada. 

A corte regional avaliou que o empregado não deveria ter sido tratado como um trabalhador em situação de saúde normal. “As provas indicavam que o empregado tinha seu estado psíquico comprometido”, avaliou a corte.

Posteriormente, a 7ª Turma do TST reformou a decisão ao julgar recurso da Petrobras contra a reversão da justa causa e a determinação de ter de reintegrar o ex-funcionário.

A empresa argumentou que houve prova pericial “contundente” quanto à ausência de transtornos psíquicos e que o empregado tinha plena consciência de seus atos. A empresa enumerou uma série de incidentes protagonizados pelo homem, como ameaças, agressões físicas e verbais, além de assédio.

Por fim, o trabalhador recorreu da decisão da 7º Turma. Ele ponderou que não poderia ser dispensado, uma vez que exercia o cargo de vice-presidente da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa). 

O relator dos embargos na SDI-1, ministro Alexandre Ramos, lembrou que a 7ª Turma concluiu que a conduta do empregado foi suficiente para ensejar a dispensa por justa causa.

Deixe um comentário