Uncategorized

INSS paga aposentadorias com reajuste a partir desta terça-feira

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) inicia nesta terça-feira (25), o pagamento de aposentadorias com o valor reajustado para 2022....
Leia mais
Uncategorized

Gestão de Miguel Coelho é aprovada por 88% dos petrolinenses, diz Ipespe

Foto: Deivid Menezes/PMP O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (DEM), tem a sua administração aprovada por 88% da população do...
Leia mais
Uncategorized

Araripina: Polícia apreende moto clonada

Foto: 9ª CIPM/divulgação Um comerciante foi detido em Araripina (PE), Sertão do Araripe, na tarde de ontem (24), após vender...
Leia mais
Uncategorized

Cidade do Ceará, que imunizou todos os adultos, não tem nenhuma morte por Covid há sete meses

O Globo Uma cidade cearense demonstra com clareza absoluta a importância das vacinas contra a Covid. Longe das praias de...
Leia mais
Uncategorized

Brasileiros têm bilhões a receber de bancos e não sabem. Veja como descobrir se você é um deles

O Banco Central (BC) lançou um serviço que permite aos cidadãos checarem se têm dinheiro a receber de instituições financeiras....
Leia mais
Uncategorized

Governo discute diminuição do intervalo da Pfizer a crianças de 5 a 11 anos

O governo federal discute a possibilidade de redução do intervalo entre as doses da vacina da Pfizer aplicadas em crianças...
Leia mais
Uncategorized

UFPE suspende aulas presenciais e adota modelo exclusivamente remoto por conta do aumento de casos de Covid

G1 A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) anunciou, nesta segunda-feira (24), a suspensão das aulas presenciais e adoção de aulas...
Leia mais
Uncategorized

Pernambuco autoriza início da vacinação de crianças de 6 a 11 anos com CoronaVac

O governo de Pernambuco autorizou, nesta segunda-feira (24), a vacinação de crianças de 6 a 11 anos com a vacina...
Leia mais
Uncategorized

Caixa paga Auxílio Brasil a cadastrados com NIS final 6

A Caixa paga nesta terça-feira (25) o Auxílio Brasil a beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) final 6. O valor mínimo...
Leia mais
Uncategorized

Distribuição de sementes beneficia 23.833 agricultores do Araripe

Os agricultores da Região de Araripina começam a receber as sementes do Programa Campo Novo, do Instituto Agronômico de Pernambuco...
Leia mais
Uncategorized

Pico de casos de Covid-19 deve ocorrer em fevereiro, diz Queiroga

O Ministério da Saúde prevê que o pico de casos de Covid-19 ocorrerá no mês de fevereiro, devido ao avanço da variante Ômicron ,...
Leia mais
Uncategorized

Rosa Weber pede à PGR apuração sobre atraso na vacinação infantil

Rosinei Coutinho/ STF Ministra do STF, Rosa Weber A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou para a...
Leia mais
b22b4e93-0467-467c-a1aa-23aaeff4d789

Correios: Relator defende privatização e estabilidade de 18 meses a servidores

CNN Brasil

Relator da comissão especial que discute a privatização dos Correios, o deputado federal Gil Cutrim (Republicanos-MA) deu parecer favorável à privatização da empresa em um processo que prevê estabilidade de 18 meses aos servidores, contados a partir da data da desestatização.

O documento aponta que, para o relator, é juridicamente viável delegar o serviço postal para a iniciativa privada por meio de um contrato de concessão. O texto foi concluído nesta quinta-feira e enviado a parlamentares da comissão especial destinada a discutir o tema. Em seu relatório, Cutrim sustenta que, “em várias partes do mundo, há uma tendência de que as comunicações sejam privatizadas”.

O relator reconhece que o serviço postal é um serviço público, conforme decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), e enfatiza que a carta maior confere à União, em caráter exclusivo, a exploração do serviço postal e do correio aéreo.

Apesar disso, observa que o serviço público pode ser desempenhado indiretamente pela iniciativa privada, citando o artigo 175 da Carta Magna. “Cabe ressaltar, nesta última hipótese, que a titularidade do serviço público permanece com o Estado, sendo transferida apenas sua execução ao particular concessionário ou permissionário”.

Apesar de apontar a falta de investimentos na estatal e excesso de reclamações de consumidores sobre o serviço, o relatório defende que a privatização da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) não vai promover a dispensa em massa dos funcionários. O texto reporta ser necessário estipular um período de estabilidade pós-desestatização, em que o servidor teria sua estabilidade garantida por 18 meses.

Deixe um comentário