Uncategorized

Pernambuco recebe mais 53 mil doses de AstraZeneca

Foto: Hélia Scheppa/SEI-PE Mais 53 mil doses de vacinas contra a Covid-19 produzidas pela AstraZeneca/Fiocruz chegaram a Pernambuco na manhã...
Leia mais
Uncategorized

Miguel Coelho anunciará na próxima semana diretrizes do seu plano de governo

Foto: divulgação O pré-candidato Miguel Coelho (UB) anunciará nesta segunda-feira (30), às 10h, no Recife, as diretrizes do seu plano...
Leia mais
Uncategorized

A cinco meses das eleições, Congresso e governo articulam para baratear luz e diesel

Foto: EBC/AgBr O Governo Jair Bolsonaro e a cúpula do Congresso preparam uma nova ofensiva para reduzir os reajustes na...
Leia mais
Uncategorized

Aneel mantém bandeira tarifária verde para junho

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu acionar a bandeira verde no mês de junho para todos os consumidores...
Leia mais
Uncategorized

Ivete Sangalo faz show antológico em Juazeiro e ainda deixa ‘presente’ para região

Foi um momento histórico. A musa Ivete Sangalo festejou como quis seus 50 anos de vida com um grande show...
Leia mais
Uncategorized

Mega-Sena deste sábado sorteia prêmio de R$ 100 milhões

O Concurso 2.485 da Mega-Sena, que será realizado hoje (28) à noite em São Paulo, deverá pagar o prêmio de R$ 100...
Leia mais
Uncategorized

Projeto em 19 maternidades do SUS reduz mortalidade materna em 37%

Projeto desenvolvido em 19 hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) reduziu a mortalidade materna em mais de 30%. Foram...
Leia mais
Uncategorized

Caixa inaugura hoje a +Milionária com prêmio mínimo de R$ 10 milhões

A Caixa fará hoje (28) o sorteio da mais nova loteria federal, a +Milionária. Diferentemente da Mega Sena - o...
Leia mais
Uncategorized

Trabalhadores nascidos em setembro podem sacar até R$ 1 mil do FGTS

Trabalhadores nascidos em setembro podem sacar até R$ 1 mil das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS)...
Leia mais
Uncategorized

Primeiro caso de varíola do macaco na América Latina é confirmado na Argentina

O Ministério da Saúde da Argentina confirmou o primeiro caso da varíola dos macacos no país, nesta sexta-feira (27). O...
Leia mais
Uncategorized

Diretora de escola é agredida por estudante com ‘mata-leão’; Veja vídeo

A diretora de uma escola em Itararé, no interior de São Paulo, foi agredida por um aluno de 17 anos...
Leia mais
Uncategorized

Câmara aprova limite da alíquota de ICMS sobre combustíveis

A Câmara dos Deputados aprovou, na noite de ontem (25), o projeto que limita a aplicação de alíquota do Imposto...
Leia mais
b22b4e93-0467-467c-a1aa-23aaeff4d789

Bolsonaro veta PL que dispensa carência do INSS para novas doenças

O presidente Jair Bolsonaro decidiu vetar integralmente o Projeto de Lei (PL) 7.797/2010, que prevê a inclusão do lúpus e da epilepsia na lista de doenças que acarretam dispensa do prazo de carência para concessão dos benefícios de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez, concedidos pelo Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Segundo a Secretaria-Geral da Presidência, o veto ocorreu por orientação técnica do Ministério da Economia porque a medida criaria despesa obrigatória sem apresentar estimativa de impacto orçamentário e financeiro. 

“O projeto também contrariava o interesse público, pois resta bastante evidente que o Regime Geral de Previdência Social (RGPS) já carece de receita adequada para o financiamento de suas próprias políticas, razão pela qual não há espaço fiscal para se cogitar a ampliação da despesa promovida pelo PL sem que se agrave ainda mais o equilíbrio financeiro e atuarial do RGPS”, diz a pasta, em nota.

O lúpus é uma doença rara provocada por um desequilíbrio do sistema imunológico. As células atacam os tecidos do próprio organismo, como pele, articulações, fígado, coração, pulmão, rins e cérebro. Entre os sintomas estão fadiga, erupções, sensibilidade aos raios solares e alterações no sistema nervoso. 

A epilepsia é uma doença neurológica que pode causar convulsões, espasmos musculares e perda de consciência. 

O PL vetado fazia uma alteração na Lei 8.213/1991, dispositivo que dispensa portadores de determinadas enfermidades, como tuberculose ativa, hanseníase e câncer, de contribuir por 12 meses antes de ter acesso ao auxílio-doença e à aposentadoria por invalidez, desde que já sejam segurados do INSS. Dessa forma, a lista de doenças dispensadas da carência seria ampliada para incluir também a lúpus e a epilepsia. 

O projeto foi aprovado pelo Congresso Nacional, em caráter conclusivo, ainda em 2018, mas a tramitação ficou paralisada até maio deste ano, quando a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) deliberou sobre a redação final do texto, que foi então enviado para sanção presidencial. 

O Parlamento poderá derrubar o veto presidencial. Neste caso, é necessária a rejeição pela maioria absoluta dos votos na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, ou seja, 257 votos de deputados e 41 votos de senadores, computados separadamente. Se este placar não for alcançado em plenário, o veto é mantido. Da Agência Brasil

Deixe um comentário