Uncategorized

História de Frei Damião vira filme

Foto: Divulgação Com data de estreia marcada para o dia 4 de novembro (quinta-feira), o  filme  ‘Frei Damião – O Santo...
Leia mais
Uncategorized

Criança de oito anos é morta a tiros em Sobradinho

Foto: Reprodução Uma criança de oito anos foi morta a tiros em Sobradinho, no norte da Bahia, na noite desse...
Leia mais
Uncategorized

Caminhoneiros exigem queda no preço do diesel e marcam greve para 1º de novembro

Uma reunião entre lideranças de caminhoneiros de todo o país, realizada no Rio de Janeiro neste sábado (16), definiu que...
Leia mais
Uncategorized

Aumento do Bolsa Família não evita perda de renda dos mais pobres em 2022

A Classe D/E que representa 55% do país perderá renda em 2022 mesmo com o Auxílio Brasil pagando R$ 300,...
Leia mais
Uncategorized

Falso funcionário da Celpe aplica golpes em moradores do Sertão de Pernambuco

Os Policiais Militares da 1ª CIPM estão à procura de um homem que se passa por funcionário da Celpe e...
Leia mais
Uncategorized

Pernambuco está entre os 10 estados mais inovadores do Brasil

Pernambuco é considerado um dos 10 estados mais inovadores do Brasil. O título foi conquistado após a divulgação do Índice...
Leia mais
Uncategorized

Auxílio Brasil deve beneficiar 17 milhões de brasileiros

Anunciado em agosto deste ano, o novo programa de transferência de renda, o Auxílio Brasil, deve substituir o Bolsa Família...
Leia mais
Uncategorized

Avaliação dos governadores piora: trabalho é regular para 46% e ruim ou péssimo para 31%

Poder360 Pesquisa PoderData realizada de 11 a 13 de outubro mostra que 46% dos brasileiros avaliam o trabalho de seus...
Leia mais
Uncategorized

Pernambuco registra queda de homicídios em setembro

Foto: Reprodução Um levantamento da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco apontou uma queda nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs)...
Leia mais
Uncategorized

Reinventar é o verbo mais conjugado dos professores

Após um ano e meio de ensino exclusivamente remoto, desde agosto deste ano, muitas das instituições de ensino escolar retornaram...
Leia mais
Uncategorized

Alepe: Projeto determina que hospitais e médicos informem direitos a gestantes

Gestantes atendidas pela rede pública de saúde em Pernambuco deverão ser informadas sobre todos os direitos legais garantidos a elas...
Leia mais
Uncategorized

Estados querem que mudança no ICMS dos combustíveis seja rejeitada no Senado

Os estados defendem que o Senado rejeite o projeto de lei que promove alterações no cálculo do ICMS sobre os...
Leia mais
b22b4e93-0467-467c-a1aa-23aaeff4d789

Pobreza causada pela pandemia deve persistir pelos próximos anos

A pandemia do novo coronavírus evidenciou as desigualdades da população brasileira e fez o número de pessoas vivendo na extrema pobreza disparar. A situação, que deve persistir pelos próximos anos, não tende a ser amenizada pelas parcelas menores do auxílio emergencial a ser pago a partir da próxima terça-feira (6).

De acordo com estudo da FGV Social, o número de brasileiros que tinham uma renda inferior a R$ 246 saltou de 9,5 milhões para quase 27 milhões em menos de um ano. O valor é 160% inferior ao necessário para comprar uma cesta básica na cidade de São Paulo, cujo custo estimado é de R$ 639,47, segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

“A perda do controle da pandemia leva ao aumento das dificuldades econômicas do país em geral. Mas, se a gente comparar com março do ano passado, temos um problema muito mais grave, porque os hospitais estão lotados, o número de mortes é muito maior e as ferramentas criadas para lidar com a pandemia foram descontinuadas”, avalia Fausto Augusto Junior, diretor técnico do Dieese.

As projeções da Unctad (Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento) apontam que a crise sanitária causou o primeiro aumento da população na linha da pobreza extrema desde 1998, A avaliação leva em conta que o grupo dos que recebem menos de US$ 1,90 (cerca de R$ 10) por dia deve superar os 130 milhões de pessoas pelo mundo.

De acordo com Augusto, a situação de vulnerabilidade social causada pelos reflexos da pandemia vai persistir ainda pelos próximos anos. “O que está acontecendo hoje a gente vai carregar por algumas décadas”, lamenta ele, que estima uma trajetória de recuperação difícil no caminho do Brasil.

Augusto defende uma ação rápida de ajuda à população mais carente e às pequenas empresas para impedir um colapso maior. “Se isso não acontecer, nós vamos ver um aumento desacelerado da pobreza, do desemprego e da quebradeira das empresas.

O economista ainda alerta para o atraso dos dados oficiais sobre a situação econômica dos brasileiros.

R7

Deixe um comentário