Uncategorized

Em menos de 24 horas, duas mulheres são assassinadas em Petrolina

Fotos: WhatsApp/reprodução Em menos de 24 horas, de sábado (24) para domingo (25), Petrolina registrou o assassinato de duas mulheres....
Leia mais
Uncategorized

Mulher sofre agressão e ameaça de morte de ex-marido em Juazeiro

Um vídeo mostra uma agressão e violência contra uma mulher de 36 anos, em Juazeiro (BA), que mora  no bairro...
Leia mais
Uncategorized

Sábado é dia de Pizza, aproveite o final de semana em alto estilo, degustando as melhores pizzas da cidade com seus amigos

Leia mais
Uncategorized

Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em julho

Trabalhadores informais nascidos em julho recebem hoje (24) a quarta parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá...
Leia mais
Uncategorized

Cabo do Exército diz que foi ameaçado por um indivídou com uma faca em Araripina

Foto: ilustração Caso ocorreu no distrito de Gergelim e foi registrado na Delegacia Local Policiais militares da 9ª CIPM foram...
Leia mais
Uncategorized

Filho agride a própria mãe com barra de ferro em Araripina

(Foto ilustrativa) Uma mãe foi agredida pelo próprio filho em Araripina, Sertão do Araripe. De acordo com a 9° Companhia...
Leia mais
Uncategorized

Pernambuco anuncia compra de 1,4 milhão de testes para frear variante delta

Visando combater a disseminação de novas cepas do coronavírus em Pernambuco, o Governo do Estado irá investir na compra de...
Leia mais
Uncategorized

Caminhão carregado de madeira irregular é retido em Petrolina

Durante uma fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-407, em Petrolina, na última quinta-feira (22), um caminhão que transportava...
Leia mais
Uncategorized

Covid-19: 58,5% do público-alvo no Brasil recebeu a primeira dose

Dados do Ministério da Saúde apontam que foram aplicadas no país mais de 130 milhões de doses de vacinas contra...
Leia mais
Uncategorized

Anvisa suspende estudos clínicos da Covaxin no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou na noite de hoje (23) que determinou a suspensão cautelar dos estudos...
Leia mais
Uncategorized

Mega-Sena pode pagar R$ 7 milhões no sorteio deste sábado

Mega-Sena pode pagar R$ 7 milhões neste sábado (24) ao apostador que acertar as seis dezenas sorteadas. O sorteio do concurso...
Leia mais
Uncategorized

Pazuello recebeu R$ 88,5 mil em diárias e ajuda de custo do Ministério da Saúde em 2020

Folha de S.Paulo O general Eduardo Pazuello recebeu R$ 88,5 mil em diárias e ajuda de custo do Ministério da...
Leia mais
b22b4e93-0467-467c-a1aa-23aaeff4d789

Pobreza causada pela pandemia deve persistir pelos próximos anos

A pandemia do novo coronavírus evidenciou as desigualdades da população brasileira e fez o número de pessoas vivendo na extrema pobreza disparar. A situação, que deve persistir pelos próximos anos, não tende a ser amenizada pelas parcelas menores do auxílio emergencial a ser pago a partir da próxima terça-feira (6).

De acordo com estudo da FGV Social, o número de brasileiros que tinham uma renda inferior a R$ 246 saltou de 9,5 milhões para quase 27 milhões em menos de um ano. O valor é 160% inferior ao necessário para comprar uma cesta básica na cidade de São Paulo, cujo custo estimado é de R$ 639,47, segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

“A perda do controle da pandemia leva ao aumento das dificuldades econômicas do país em geral. Mas, se a gente comparar com março do ano passado, temos um problema muito mais grave, porque os hospitais estão lotados, o número de mortes é muito maior e as ferramentas criadas para lidar com a pandemia foram descontinuadas”, avalia Fausto Augusto Junior, diretor técnico do Dieese.

As projeções da Unctad (Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento) apontam que a crise sanitária causou o primeiro aumento da população na linha da pobreza extrema desde 1998, A avaliação leva em conta que o grupo dos que recebem menos de US$ 1,90 (cerca de R$ 10) por dia deve superar os 130 milhões de pessoas pelo mundo.

De acordo com Augusto, a situação de vulnerabilidade social causada pelos reflexos da pandemia vai persistir ainda pelos próximos anos. “O que está acontecendo hoje a gente vai carregar por algumas décadas”, lamenta ele, que estima uma trajetória de recuperação difícil no caminho do Brasil.

Augusto defende uma ação rápida de ajuda à população mais carente e às pequenas empresas para impedir um colapso maior. “Se isso não acontecer, nós vamos ver um aumento desacelerado da pobreza, do desemprego e da quebradeira das empresas.

O economista ainda alerta para o atraso dos dados oficiais sobre a situação econômica dos brasileiros.

R7

Deixe um comentário